Autor: Sílvia Rocha

Pais

quase finados sem a minha mãe ser a minha mãe influência materna na vida eterna amém influência materna estou liberta amém mãe matriz eterna aprendiz sofre calado no quarto acamado meu pai quanta alegria naquele pai um dia dor e dó meu pai tão só lutador dó e dor meu pai tão só lutador pai presente pai nosso presente nosso a vida se esvai a dor não meu pai a vida se esvai vai vai vai...

Leia Mais...

Entre as folhagens Uma imagem flutua Brilho da lua Lamento Mas bem que estou feliz Por dentro Prece Aquece o coração Chuva de verão solidão não te come não te mata te retrata laços  desfeitos temos de sair disto refeitos passou a semana nada escrevi mas sofri sofri sofri escrevo muito choro muito a fralda molhada meus guias do além me guiam além sopro de vela me leva me vela vaga vagalume hás...

Leia Mais...

Tartarugas marinhas

festa na praia as tartarugas seus passos ensaiam elas deixam rastros provocam ohs! e ahs! as tartaruguinhas não é no amanhecer não é o que costuma acontecer ver tartarugas nascerem parecem frágeis como são ágeis as tartarugas o meu haikai entra no mar com as tartarugas nem suas nem minhas tartarugas marinhas...

Leia Mais...

Dois tucanos

manhã de domingo bananeira de Bashô* recebe tucano faminto * Matsuó Bashô, grande haikaísta japonês, do século XVII, cujo pseudônimo significa bananeira, em japonês inverno no fim dois tucanos visitam meu jardim domingo de sol um tucano bica a banana e o outro espia como ciganos nos visitam e se vão dois tucanos...

Leia Mais...

Para viagem

olhos brilhando mãos acenando boa viagem filhos vão acenando mãos ficam mães o céu do Matutu o mel do Matutu meu Matutu mala pronta tudo pronto estou pronta?...

Leia Mais...