Haikai: poesia viável

Haikai: poesia viável

Simples, fácil, econômica, prática, barata, democrática… É preciso tão pouco, do ponto de vista material, para se fazer um haikai. Que deleite e que simplicidade é o haikai! E qualquer um pode escrever um haikai, em qualquer lugar, de qualquer jeito. Até mesmo, se não houver um lugar para escrevê-lo, basta memorizá-lo e eternizar o seu micropoema.

Novamente, usarei um haikai para ilustrar a minha fala:

 

no céu azulado

uma pipa flutua

festa no coração

 

Este haikai foi escrito por um garoto brasileiro de 11 anos, e foi vitorioso em um concurso promovido pela Japan Airlines.

E finalizarei este texto com um haikai de minha filha, Louise Crivelenti, criado em uma Oficina de Haikais que ministrei com uma colega paisagista, na primavera de 2007:

 

azaléia em choque

os botões se abrem

alma em flor

 

Para mais informações sobre haikai, bibliografia, navegue neste portal sobre o haikai que é bem abrangente, feito por pessoas sérias e muito competentes.

Também fico à disposição para maiores informações.

É mais um espaço para a gente trocar experiências, haikais e idéias sustentáveis.

2 Comentários

  • bianca

    Responder

    o canteiro
    que me protege
    que a alma
    me contagia

    agosto 17, 2011 at 6:48 pm
  • Meire de Mendonça

    Responder

    Amo a poesia!
    Meu delírio pelos Hai-kais é como febre de 40 graus.
    Não quero remédio para abaixar o meu delírio!

    Muitíssimo obrigada pelos Hai-Kais.
    Das Minas Gerais para o seu coração Hai-kaiano.
    Meire – verão/2014

    fevereiro 3, 2014 at 4:28 pm

Postar Comentário